Alice Mabota Afastada Da Liga Dos Direitos Humanos

0
4120
views

Trabalhadores e colaboradores da Liga Moçambicana dos Direitos Humanos afastaram, ontem, Alice Mabota, do cargo de presidente da instituição, posição que vinha ocupando há mais 20 anos. No seu lugar foi indicada uma comissão de gestão chefiada por Paulo Nhancale e que vai trabalhar até às próximas eleições, agendadas para próximo ano. A decisão do afastamento foi tomada numa reunião convocada para reflectir sobre a vida da instituição, que culminou com uma moção de censura contra Alice Mabota.

Um dos motivos que levou os trabalhadores a tomarem tal decisão tem a ver com o facto da instituição estar a enfrentar inúmeras dificuldades, como a falta de fundos para financiar projectos e para o pagamento de salários.

Outra razão do afastamento é que, a escassos dias do fim do mandato, ela não se pronunciava se continuava ou não a liderar a organização.

A falta de fundo arrasta-se desde o ano de 2014, altura em que os doadores, na sua maioria embaixadas, decidiram afastarem-se da instituição devido a falta de clareza na gestão dos fundos canalizados à instituição.

Entre os doadores que se afastaram destacam-se a Dinamarca, Suécia e Noruega que justificaram a sua medida com a falta de atempada apresentação de relatórios de contas.

Os doadores não concordavam, também, com os gastos que eram feitos pela liga, particularmente na rubrica de salários.

Dados em poder de domingo indicam que a liga chegava a gastar cerca de 160 mil dólares norte-americanos em salários. Tinha um orçamento anual de mais de um milhão de dólares.

No entanto, quando os doadores sugerissem uma melhor forma de trabalho, que acreditavam que poderia ajudar no controlo dos gastos, Alice Mabota nunca acatou.

Jornal domingo


Warning: A non-numeric value encountered in /srv/users/noticias/apps/noticias/public/wp-content/themes/ionMag/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here