Tabuleiro principal da ponte Maputo-Ka Tembe só em Setembro

0
1807
views

A conclusão da construção da ponte que vai ligar o centro da cidade de Maputo ao distrito municipal da Ka Tembe, do outro lado da baía da capital moçambicana, poderá sofrer mais um ligeiro atraso, no que aos prazos iniciais, diz respeito.

Depois dos atrasos em resultado de muitas questões envolventes, a exemplo do reassentamento da população atingida pelo traçado da ponte, assim como torres da Electricidade de Moçambique, nos últimos tempos, a extensão dos prazos de conclusão tem a ver com a não chegada do tabuleiro principal da ponte, construída na China.

O tabuleiro vem repartido em 57 peças metálicas.

Inicialmente, a indicação é que o tabuleiro principal deveria chegar, em Maputo, em Maio passado, mas depois o prazo foi esticado para Junho.

Tempo depois e colocando como justificativa, o facto de “condições de segurança e navegabilidade” não estarem ainda criadas para o navio que vai transportar os tabuleiros seja carregado e zarpe em direcção ao porto de Maputo, a Empresa Maputo Sul anunciou novo adiamento. Daqui não foram estabelecidas novas datas, mas ficou a expectativa de que no mês seguinte, Julho, o navio que transporta as 57 peças fosse atracar no porto de Maputo no sentido de, logo a seguir, se avançar com a colocação das mesmas.

Apesar de não haver uma indi¬cação de novas prováveis datas para a chegada do navio que transporta o tabuleiro principal, tanto o governo moçambicano, assim como a Empresa de Desenvolvimento de Maputo Sul insistem na informação de que, até Dezembro, a ponte estará concluída e provisoriamente transitável.

Neste momento, segundo soube o mediaFAX de fonte muito próximo do pojecto, corre a informação de que o tabuleiro só chega ao porto de Maputo em Setembro próximo. A chegar em Setembro, ainda se acredita que as obras sejam concluídas em finais de Dezembro, mas este prazo começa a ser demasiadamente optimista.

Nisto, o mediaFAX tentou ouvir a Maputo Sul. Inicialmente, falou com o Presidente do Conselho de Administração da Maputo Sul, Silva Magaia. Entretanto, este dirigente, sugeriu que falásse com o assessor de imprensa, Virgilio Sithole, supostamente porque é a ele que cabe a missão de dar informação pública em relação ao andamento do projecto.

Contactado, Sithole evitou usar o termo “atraso” para descrever o andamento final bastante tímido e lento. Para ele, a informação correcta é que “o tabuleiro está a caminho e vai chegar a Maputo. Só não posso precisar quando. É difícil prever ou dizer datas (da chegada), mas logo que tivermos iremos partilhar”.

Para Sithole, as questões de segurança e de gestão do dia-a-dia do Porto de Maputo é que estavam por detrás da reprogramação de chegada, mas as questões já foram ultrapassadas.

“Lhe posso garantir que até Dezembro o tabuleiro estará montado”, garantiu Sithole, rejeitando fazer comentários precisos em relação à indicação de que só em Setembro o tabuleiro estará no porto de Maputo.

A ponte Maputo-Katembe está orçada em 725 milhões de dólares norte-americanos e terá uma extensão de cerca de três quilómetros, com quatro faixas para a circulação de viaturas, e uma estrada até Ponta D´ Ouro.

Cada peça tem 12 metros de largura e 26 de comprimento, que correspondem ao comprimento da ponte, que terá quatro faixas de rodagem. As unidades, que serão unidas através de soldadura, têm três metros de espessura e pesam cerca de 125 toneladas cada.
AIM


Warning: A non-numeric value encountered in /srv/users/noticias/apps/noticias/public/wp-content/themes/ionMag/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here