Os moçambicanos não devem ser, povo de fácil manipulação

0
503
views

Os moçambicanos não devem  ser, povo de fácil manipulação, por circulo de interesse obscuro

Alertam “ecologistas” na consciência colectiva

“NÃO ESTOU CONTRA AUMENTO DE PRODUÇÃO e de PRODUTIVIDADE” Estas expressões geralmente são usado pelos regimes que procura refúgio para incriminar o povo do sua fraqueza da governação, esta expressão é replicado por indivíduos e agentes pagos cuja sua missão é de que classificar os críticos do regime, eu pessoalmente concordo que um estado social bem gerido e com envolvência do seu povo para produção e desenvolvimento hoje o discurso seria outro.

Senhores , o AUMENTO DA PRODUÇÃO E PRODUTIVIDADE, não é feito por mero discursos, é acompanhado por políticas pública de inclusão social para produção, Moçambique precisa de ultrapassar a barreira de exclusão politica e social por miopia ideológicas, quando se fala da distribuição da riqueza para potenciar o seu povo é aqui onde a exclusão se acentua, lembre-se que o fim do conflito politico militar e abertura de corredores para circulação nacional pode ser um dos item para Produção.

O Aumento de Produção não se faz em obrigar o povo dedicar a HORTICULTURA CASEIRA há uma cadeia de valores sociais, politica e económica, que passa pelo envolvimento do estado e seus agentes sérios que identifica sectores produtivos e homens vocacionados por cada sector, não se passa somente por ESCRÚPULOS sem vergonha na cara que vem ao publico incentivar o povo a criação de pequenas hortas, o povo sempre teve essa cultura de uso e aproveitamento da terra, o aumento da produção passa por oportunidades estatais virado a política de desenvolvimento a larga escala

-existe alguma diferença do solo e clima da África do sul e de Moçambique? NÃO

Exceptuando o deserto de Kalahari na Namibia, toda região da África austral atravessado pelo Trópico de Câncer o clima é tropical, com solos propícios para agricultura, dependendo de cada estado como usa a terra, dos países da região Moçambique e Angola, são os únicos estados que tem nas suas constituições agricultura como base de desenvolvimento.

Queremos dizer que, quem deve incentivar o aumento de produção e produtividade é o estado através de politica publica de direcciona a produção, não sacrifiquemos o povo a produzir o que não tem, se por outro lado os níveis de despedimento ganham contornos assustadores em todo território nacional, que exigência da produção queremos numa nação improdutivo, alguma vez o governo parou para observar o barómetro de desespero do povo?, ou sempre recorremos no desejo dos mais inteligentes que copiam dos outros sem prévio estudo de viabilidade? Alguém já pensou que a produção e produtividade é feito em ambiente da paz e estabilidade.

Alguém já analisou que o aumento da produção só tem eco em ambiente onde o despezismo, amiguismo, nepotismo, a corrupção, arrogância, falta de respeito com coisa publica dos governantes não é acentuada

Papel do estado e incentivos sectorial,

-Financiamento de cérebros nacional formados e vocacionado ao empreendedorismo, em áreas da agricultura, industria e afins,

-Financiamento da Agricultura industrial e de subsistência para a produção interna de horticula e cereais e reduzir as importações,

Esta ai O PORTEFÓLIO para o AUMENTO DE PRODUÇÃO E PRODUÇÃO

1-FIM DO CONFLITO POLITICO MILITARES, E RESTABELECIMENTO DA PAZ EFECTIVA
2-LIVRE CIRCULAÇÃO EM TODO TERRITÓRIO NACIONAL

João Massango


Warning: A non-numeric value encountered in /srv/users/noticias/apps/noticias/public/wp-content/themes/ionMag/includes/wp_booster/td_block.php on line 1008

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here